Relaxar É Preciso


Crise Existencial

Vivemos em uma época de crises. Crises pessoais, conjugais, políticas, econômicas, sociais, ecológicas, administrativas, enfim, estamos nos defrontando com o SER OU NÃO SER da Filosofia, e a moderna necessidade de novos valores.

Nos dias de hoje o cidadão urbano sente-se pressionado por uma sistema social altamente exigente.

Vivemos em uma época de crises. Crises pessoais, conjugais, políticas, econômicas, sociais, ecológicas, administrativas, enfim, estamos nos defrontando com o SER OU NÃO SER Como meditar para iniciantes. Confira as nossas dicas! #meditação: da Filosofia, e a moderna necessidade de novos valores. As idéias, tradições e ciências não estão suportando a inquietude espiritual das massas. Urge uma nova maneira de viver e conviver. Muitos buscam as respostas no mundo exterior e cada vez mais se decepcionam. O mundo externo não pode satisfazer as necessidades mais intimas do nosso espírito. Necessitamos descobrir novas fontes, de forma a termos inspiração e motivação pela existência. A automatização da vida cotidiana transformou os corações humanos em máquinas destituídas de sentimento. O excesso de racionalismo produziu situações anacrônicas em distintos campos. Já não há lugar para a nobreza de sentimentos. Tudo se veste e reveste de valores transitórios e insubstanciosos, os quais geram o vácuo espiritual.

Quem ou o que poderá ajudar o ser humano? A resposta é, simultaneamente simples e complexa. Diremos paradoxalmente: O SER HUMANO TERÁ DE AJUDAR-SE A SÍ MESMO COM O INSTRUMENTO FUNDAMENTAL DO AUTOCONHECIMENTO. Quando as pessoas compreenderem que são elas que fazem mal a sí mesmas, quando a natureza humana descobrir que não há separatividade entre os seres, as coisas começarão a marchar pelo caminho da redenção e felicidade intimas. Não há diferença entre EU e VOCÊ. Não há diferença entre VOCÊ e toda a CRIAÇÃO. Ambos são, o mesmo, coexistem infinita e indefinidamente. Como?… A mente não poderá compreender pois não está ao seu alcance. Somente a alma, ou a consciência pode desfrutar da inspiração átmica da onipresença. Lá e cá estão no mesmo lugar. Eu e você somos um. O Nada e o Todo são a Plenitude. O céu é aqui e o inferno é o aqui; tudo depende do ESTADO INTERIOR.

O relaxamento é um dos instrumentos que podem ajudar os indivíduos e os grupos sociais a reduzir ou se libertarem de excessiva tensão física, moral, afetiva, intelectual, psíquica ou social.

No campo da psicanálise conhece-se muito bem as razões técnicas pelas quais o analista coloca o paciente numa posição de repouso altamente relaxante. Até mesmo o próprio analista sente a necessidade de se instalar confortavelmente com o objetivo de atender convenientemente ao seu cliente. O mesmo se aplica ao terapeuta de vidas passadas.

Sigmund Freud foi um dos primeiros (início do século XX) a prever a necessidade de certa libertação ou distencionamento da pessoa. Foi ele quem clinicamente teve a idéia de estender o paciente sobre o divã com o objetivo de permitir ao cliente expressar aquilo que ficara recalcado durante anos devido ao condicionamento sócio-familiar.

Continue reading


Musicalmente Saudável


 Emoção, Música e Saúde

Constatou-se que na Clínica Ochsner, Nova Orléans, EUA. Cerca de 74% de 500 doentes gastro-intestinais estavam, na verdade, sofrendo de doenças causadas por emoções.

La FIBROMIALGIA y los beneficios de la MUSICOTERAPIA. http://fibromialgiadolorinvisible.blogspot.com.ar/2015/08/la-fibromialgia-y-los-beneficios-de-la.html:

O Departamento Médico de Doentes Não Internados em Yale, EUA, relatou que a tensão emocional era responsável pelas doenças de 76% de todos os pacientes que procuravam esta clínica.

O filósofo e psicólogo Willian James diz que “as emoções são estados de espírito que se manifestam por alterações sensíveis no organismo”. Essas alterações são inequivocadamente acompanhadas de determinados estados psicológicos.

Será que já paramos para avaliar os danos que causam as emoções descontroladas? Vamos analisar o que sucede num momento que ficamos irritados. Os músculos do orifício de saída do  estômago se contraem tanto que nada sai do estômago e todo o tubo digestivo fica espástico, tenso. Muitas pessoas têm dores intensas no abdômen durante um ataque de raiva ou ira. Ao mesmo tempo o número de glóbulos vermelhos aumentam em demasia e o sangue se coagula com mais rapidez do que o normal. As pulsações do coração chegam até 180, 220 ou mais, permanecendo assim até que a crise passe. A pressão arterial se eleva de uns 13 até 23 ou mais. Não é raro uma pessoa sofrer um distúrbio cerebral durante um acesso de ira, por causa da pressão tão elevada, chegando a romper um vaso sangüíneo no cérebro. As coronárias do coração se contraem o bastante para produzir a angina pectoris ou uma obstrução coronária fatal.

John Hunter, fisiologista inglês famoso, tinha um temperamento insuportável e também para seu infortúnio, um mal par de coronárias. Dizia que o primeiro velhaco que o fizesse ficar demasiadamente zangado mata-lo-ía. Em um congresso Médico, o velhaco apareceu e o fez ficar com tanta ira que ele caiu morto, em conseqüência de um ataque cardíaco.

Continue reading


Reações Orgânicas Diante do Perigo


ISSO É UM ASSALTO

Notícias: Janaúba - Assalto à residência: Você foi ao restaurante com sua esposa para jantar. Após aquela agradável e deliciosa refeição você vai para o seu carro que ficou estacionado na rua. Quando você põe a chave na fechadura da porta três homens o cercam dizendo: “Isso é um assalto”. O que ocorre com o seu organismo daí para frente? Cremos que, em parte, você já sabe.

REAÇÕES PSICOFISIOLÓGICAS

Suponha que esse fato seja verdadeiro, o seu organismo seria submetido a alterações físicas capazes de prepará-lo para um esforço adicionado e resistência aos possíveis danos. Descreveremos em resumo, o que ocorrerá ao passar do estado de tranqüilidade para a tensão generalizada.

Antes de a célebre frase:” Isso é um assalto” o seu organismo trabalha sob a direção do seu sistema nervoso simpático. O cérebro funciona em ritmo moderado de estímulo. É possível que após o gostoso  jantar você se sinta um pouco sonolento porque uma parte do seu sangue, destinado ao cérebro e músculos, é desviado para o processo digestivo. Você respira tranqüilamente. O seu coração pulsa lenta e regularmente. A pele apresenta-se quente e seca.

Depois da frase ameaçadora o seu corpo muda radicalmente. Entra em estado de alerta e passa a mobilizar recursos. O sistema simpático assume abruptamente o comando. A digestão é interrompida. O sangue redireciona-se para os seus músculos e cérebro. Os músculos se contraem. O cérebro entra em estado de vigília. A sua respiração se torna profunda. A pressão sangüínea se eleva. O seu coração bate mais rápido. Devido a contração dos vasos sangüíneos periféricos, sua pele se torna mais fria e pegajosa. O açúcar é lançado no sangue pelo fígado. As gorduras também são mobilizadas como combustível. Na circulação sangüínea eleva-se o número de glóbulos vermelhos. Os glóbulos brancos responsáveis em combater as infecções também aumentam. O seu baço os lançam na corrente sangüínea. Há um considerável aumento no número de plaquetas para proporcionar ao sangue melhor capacidade de coagulação.

Continue reading


Consumismo exagerado é doença. Livre-se. Aprenda a Meditar


“O CONSUMISMO DA ELITE É DESESPERO”

O PSIQUIATRA FLÁVIO GIKOVATE FALA SOBRE AS ANGÚSTIAS DA ELITE QUE FREQUENTA SEU CONSULTÓRIO E O ESTRESSE DO MUNDO MODERNO

Flávio Gikovate não tem um divã. Quando um paciente chega ao consultório dele, num dos endereços mais caros de São Paulo (a Rua Estados Unidos, nos Jardins), encontra primeiro uma fachada de cimento queimado com portas altas de correr. Depois, pode tomar café na recepção térrea, entre um jardim interno envidraçado e telas coloridas de Claudio Tozzi. Na hora da consulta, sobe por uma escada sem paredes laterais até a sala do psiquiatra e se senta: ou num sofá, ou numa poltrona bem confortável de couro preto. Mas divã, como no nome de seu programa semanal na rádio CBN (No Divã do Gikovate), não tem. “Sempre trabalhei assim, prefiro olho no olho”, diz. Talvez seja o olho no olho, talvez seja o método da “psicoterapia breve” e a promessa de alta em seis meses – que faz com que ele atenda 200 pacientes por ano. Fato é que Gikovate se tornou o confidente de alguns dos empresários e executivos mais bem-sucedidos do país. Nesta conversa, ele fala sobre a gastança dos brasileiros ricos, a cabeça do bom líder e outros temas atuais, mas de um ponto de vista diferente. Ou você já tinha ouvido que a culpa do consumismo é da pílula anticoncepcional?

Continue reading